+4 votos
44 visitas

4 Respostas

+1 voto
respondida atrás por Cobre (6,8K pontos)
selecionada atrás por
 
Melhor resposta
Nem sempre a ideologia é algo decisivo, o Thobister citou a conveniências, mas é possível citar economia e poder de influência. O getulismo era muito semelhante ao hitlerismo, mussolinismo, franquismo, salazarismo e stalinismo, todos estes eram regimes totalitários, porém Vargas e Stalin decidiram se aliar às democracias liberais na Segunda Guerra Mundial, enquanto Franco e Salazar resolveram manter-se neutros. Outro exemplo é a Guerra Fria, a União Soviética e a China eram ambas nações socialistas, porém eram rivais porque disputavam influência.
+1 voto
respondida por Cobre (5,5K pontos)
A conveniência fala mais alto que a ideologia. No ensino médio, a gente aprende que Getúlio era integralista, mas lutou ao lado dos aliados, contra os integralistas. Na mesma guerra em que EUA e URSS estiveram do mesmo lado. Então...
+1 voto
respondida por Ouro (51,2K pontos)
No mundo de hoje vejo uma ideologia extrema, muito mais extrema que as ideologias que diz combater, e é a atitude de dizer "esta é uma decisao técnica" nao há ideologia! (quando atrás se esconde uma maneira de proceder que é pouco transparente e sob suposiçoes muito mais extremistas do que qualquer outra ideologia), estou me referindo, obviamente, á tecnocracia.

A ver, as ideologias tem muitos aspectos criticáveis, nao tem como negar, mas, ao contrário da tecnocracia, lutam para explicar sua posiçao , por ganhar um espaço político, fazendo propostas que todo o mundo pode julgar como razoáveis ou rejeitáveis, ao contrário do "elitismo tecnocrático" que luta para tirar do escrutínio público as questoes "importantes" sobre as quais o "povo ignorante" nao está preparado para dizer. Isso último me parece ser uma ideologia mais extrema e autoritária do que muitas outras tristemente famosas.
comentado por Ouro (51,2K pontos)
Acredito que o que prima entre os países na hora das relacoes é o PRAGMATISMO. Ainda mais nessa nova onda de nacionalismos, protecionismos. Ou seja "tu faça o que quiser na sua casucha, que eu o farei na minha, mas vamos ser práticos e adultos entre nós para que o negócio funcione." Foi o que aconteceu entre a China e USA faz uns dias em Buenos Aires.
0 votos
respondida por Platina (94,6K pontos)
China e EUA disputam quem vai mais  comprar do Brasil e mandar em nos

Perguntas relacionadas

Seja bem vindo ao Gloove, seu novo site de perguntas e respostas. Crie uma conta gratuita e participe!
...