+9 votos
48 visitas
perguntado atrás em Família e Relacionamento por Bronze (23,9K pontos)

É claro que alguns relacionamentos não dão certo, mas quando são muitos dá para desconfiar.

11 Respostas

+2 votos
respondida atrás por Prata (27,2K pontos)
Parece medo de ficar sozinho.

Lembrei disso... Rsrs

+2 votos
respondida atrás por Cobre (5,7K pontos)
Seu Pere
Diria que corajosa é a palavra.
+2 votos
respondida atrás por Bronze (10,1K pontos)
O sentimento gostar, não está atrelado justamente à essência de outra pessoa, mas apenas à nossa própria essência. Quando gostamos de alguém, estamos projetando a imagem idealizada de apenas um ou alguns poucos fatores que a outra pessoa demonstrou, criando a imagem definitiva do outro sem conhecer definitivamente o que o outro é de fato, afinal somos seres em constante transformação, nada fica estagnado, nem mesmo depois da morte.

Afirmar agora, que gosto de você, será apenas por uma demonstração escrita, no caso por ser um convívio virtual, não sei seus hábitos, sua personalidade quando está sozinho e o que realmente pensa, mas então, eu não consigo gostar de você? - Pelo contrário, gosto, gosto do que vi e senti uma identificação ou uma doce rivalidade, como no caso quando mantemos proximidade com aquilo que faz nosso oposto, sem completar definitivamente, mas preenche a sensação de competitividade inerente do ser humano enquanto um animal, disputando um espaço e sua afirmação pessoal de existência.

Considerando apenas um relacionamento estável, como é a ideia do casamento tradicional, esse sentimento consiste mais em trabalhar a união, do que particularmente gostar apenas dessa pessoa exclusivamente até o final da vida, muitos casamentos conseguem resistir por naquele tempo, ser criado uma espécie de luta compartilhada, como a criação de filhos ou definitivamente uma ideia objetiva, seja trabalho ou ideologia que apega ao sentimento de que deve ir até o fim.

Por experiência pessoal, sei que posso gostar de uma pessoa hoje e se permitir, gostarei de outra amanhã, porém por convicção pessoal, prefiro não focar nesse lado, mantendo apenas minhas amizades e esquecendo possíveis relacionamentos, por saber que não consigo lidar com o emocional alheio e eventualmente isso significará o fim.
+2 votos
respondida atrás por Ouro (74,3K pontos)
Gostam de todos, esse é o problema.

Ou gostam de casar, do cerimonial todo.
+1 voto
respondida atrás por Bronze (12K pontos)
Peregrino, desconfio quem nem de si mesmo gosta.
+1 voto
respondida atrás por Prata (32,8K pontos)
Eu considero pessoas que tem muitos relacionamentos, pessoas que não levam muito  a sério isso. Não acho que realmente goste de todos que namoram. (Talvez só um pouco, mas não o necessário).
Se namora qualquer um, só por necessidade físicas.
E no fim nunca dá certo, pq só tinham aquilo para segurar o relacionamento.
Gerando assim diversos relacionamentos que não passam nem 2 anos kkkkk.
+1 voto
respondida atrás por Prata (31,2K pontos)
Pode ser alguém que não tá pronto pra casar, mas casa. Ela pode até gostar, mas decide pelo casamento antes do que o normal.
+1 voto
respondida atrás por Ouro (57,5K pontos)
Pode ser q não goste de nenhum.
Mas, quem casa uma vez só, sempre gosta de quem casou ?  ou aguenta em nome da falsa moral ?
É pra pensar, viu ?
comentado atrás por Bronze (23,9K pontos)
Lole, duas, até três vai, mas sete?

Acho que uma pessoa assim têm sérios problemas.
+1 voto
respondida atrás por Prata (32,2K pontos)
Ganha o apelido de viúva negra
+1 voto
respondida atrás por Prata (34,8K pontos)
editado atrás por
Olha Peregrino, eu nãoc curto julgar muito a vida alheia (ao menos que julgue ou critique a minha) e não sou rígida quando as pessoas são maiores de idade e livres. para mim cada um faz o que quer mas na minha percepção pessoal, ao casar você está falando a sociedade que encontrou alguém para construir uma família, não é uma passagem de verão. Não falo de 7, falo de 1 casamento mesmo. Depois, se existir a cerimônia religiosa, ainda que simbólica ou simples, está se consagrando a relação a DEUS ou aos seres celestiais que cada crença acredita. Isso para mim É SAGRADO... PALAVRA É HONRA e eu creio na existência das forças, energia VIVA e puras que habita o Universo, creio em D'us Pai... e do  fundo do meu coração, se eu consagrar a DEUS um relacionamento em casamento religioso com Sua Presença não é para fazer uma ciranda.

Penso que o Casamento é um passo importante na vida de uma pessoa, um laço para toda vida porque é muito fácil dizer que ama todos que passaram na vida e ter esse sentimento volúvel e tão descartável. Ao mesmo tempo que penso assim, creio que a minha verdade não seja absoluta. Penso que todas as mulheres e homens podem ter uma segunda ou terceira chance e quantas chances quiserem para encontrar seu amor.

Não existe algo rígido e dominante no Universo que desqualifique os sentimentos verdadeiros de amor das pessoas porque tentou e amou mas a outra parte quis partir. Para ser casal é preciso ser dois que olhem para a mesma direção, não falo em questões políticas, religiosas etc... mas em amor, em compreensão e respeito. Em não tratar a relação e o amor como algo descartável e as vezes um quer e outro não. Daí há fatores que não desqualificam uma pessoa que tenta ser feliz ao lado de outra e não dá certo e depois casar mais de uma vez... todas as pessoas tem o direito de recomeçar, de ser feliz, de amar e ser amada.

Mas penso que deveria ser assim...


Para sempre... e assim Eu consagrei a Deus, a minha fé o meu sentir e meu amor... pois sempre rezei assim

+1 voto
respondida atrás por Bronze (24,9K pontos)
Pode ser que ela goste de estar em um relacionamento, mas não necessariamente da pessoa.

Muita gente (em especial as mulheres, desculpem aí), tem a meta de vida de casar, não importa com quem e nem
por quê, elas simplesmente querem estar casadas.

Casar, por quê? Muitos, por convenção. Outros, para não ficarem sozinhos. Como ferramenta de sucesso social na vida amorosa.

O "problema" é quando a ficha cai, e os envolvidos descobrem que depois da festa, tem responsabilidades, tem que tomar
decisões a todo instante, saber conviver com o outro, com os ditos defeitos do outro, que não estavam tão nítidos na época de namoro.

Beijos.

Perguntas relacionadas

Seja bem vindo ao Gloove, seu novo site de perguntas e respostas. Crie uma conta gratuita e participe!
...