+5 votos
73 visitas
perguntado atrás em Política, Leis e Sociedade por Bronze (10,2K pontos)
fechada atrás por
Existe algum país, com modelo social e econômico, que hoje você considera ideal para o Brasil?
fechada com o comentário: ....

9 Respostas

+3 votos
respondida atrás por Prata (44K pontos)
selecionada atrás por
 
Melhor resposta
Ambos sistemas tem suas coisas positivas e negativas. E NAO existe país desenvolvido-capitalista sem aporte socialista, pois a ideia do socialismo é usada em praticamente todos os países, de alguma forma. É a única maneira de garantir que algumas das coisas mais básicas e necessárias sejam fornecidas a todas as pessoas. Alguns exemplos disso sao o sistema de educacao pública nos Estados Unidos e a assistencia médica universal no Canadá.

Como também NAO existe país socialista puro que der certo. Em todo o mundo, vários países testaram a ideia do socialismo e todos falharam. Esse é um dos maiores problemas do socialismo, o fato de ter sido provado que ele nao funcionar, nao importa quantos ajustes diferentes o governo pretenda aplicar.

¿Sabe que passa?, a natureza humana tende ao egoísmo e a conseguirem a comodidade material. Negar isto como motor do comportamento humano é negar a realidade e está condenado ao fracasso. O que há que fazer é encausar o egoísmo; que ao buscar o benefício próprio se generem benefícios para os demais e que os jeitos mais extremos do egoísmo, oseja o que se obtem prejudicando aos outros, resultem inaceitáveis socialmente. Pra isto se precisa muita educacao, voltar a ensinarem o sentido da empatia, a se preocupar pelo bem comum.

Com muito orgulho me enquadro na Sócial-Democracia liberal(centrista, moderna). Por um lado, nao nos concentramos simplesmente na análise individualista da realidade. Por outro, renunciamos á idéia de eliminar os problemas de desigualdade e dominacao através da eliminacao da propriedade privada sobre os meios de producao(isto é, recursos tecnológicos ou naturais que criam riqueza se outros trabalham neles: fábricas, campos). Em vez disso, tentamos encontrar um equilíbrio baseado na redistribuicao da riqueza. Acredito que tal sistema se ajustaria mais adequedamente para o Brasil.

Existem teorías económicas muito prometedoras, como a "Economía do bem comum" a "Economía social e colaborativa" a "Economía azul", todas estas tem em comum respeitar a liberdade individual mas acrescentando um elemento de responsabilidade sócial e ecológica na atividade económica, e subordinar esta a uma estrutura democrática.

Em qualquer caso já vai sendo hora de superar da vez o dilema primitivo entre capitalismo e socialismo, que parece que nos faltam neuronios para pensar em algo distinto.



Boa tarde.
comentado atrás por Prata (34,8K pontos)
Exceente análise a respeito do socialismo x capitaismo...em 3 paragrafos me identifico bastante com o mesmo pensamento
+4 votos
respondida atrás por (1K pontos)
O Socialismo é inviável. O jeito é melhorar o Capitalismo do que ele deixa a desejar.
comentado atrás por Prata (34,8K pontos)
Concordo penamente...
+2 votos
respondida atrás por (741 pontos)
O socialismo é na sua essencial uns roubando os outros, resumidamente.

Sou favorável ao capitalismo pois é através de trocas voluntárias que ambas as partes saem satisfeitas.

Com relação ao que seria melhor para o Brasil. É muito simples: destrua Brasília e deixe as pessoas viverem suas vidas sem nenhum tipo de regulamentação....naturalmente a coisa andaria.
+2 votos
respondida atrás por Prata (31,4K pontos)
Acredito que o melhor modelo é um capitalista. Os outros modelos, socialistas, anarquistas, exigem muita fé na humanidade. No socialismo você concentra todo dinheiro numa instituição facilmente corruptível e no segundo você acredita que o ser humano é capaz de se liderar individualmente. Claro que todos sabem o que é melhor para si, mas é no conflito de interesses onde fracassa o anarquismo.
Quanto ao capitalismo, apoio o papel do estado em temas essenciais como educação, saúde e segurança em especial para a população de baixa renda.
comentado atrás por Prata (44K pontos)
No capitalismo também há que ter muita fé na humanidade, e ainda mais, pois a pessoa gosta acumular e é egoísta por natureza e depredacao. Somos depredadores natos. Mas se há depredadores, haverá muitos mais devorados. E nisso o Esado é o único que pode "cortar" as garras a essa besta gulosa chamada capitalismo. Como voce bem disse um capitalismo-sócial, onde o Estado garantir a ajuda para que os "esquecidos" subam-se ao carro do progresso.

Na verdade o capitalismo e o socialismo(com sua aberracao comunista) sao as duas caras da msm moeda. Ambos sistemas tem sido criados pelas élites para seu próprio benefício, mas vem mantidos com o financiamento, trabalho e sacrifício dos cidadaos, o povo. Comunismo é capitalismo estatal, e o capitalismo neo-liberal é privado/bancário/ corporativo, ambo sistemas concentram a riqueza e o poder em maos de uma minoría. E as disputas é que a élite privada nao quer ceder o poder para a élite política e viceversa, em onde o último que importa é o bem comum.

Acho que todos vamos concordar a preferencia pelo capitalismo, mas que seja o verdadeiro capitalismo-liberal de Adam Smith. Como sempre digo; o capitalista mais socialista da história.
comentado atrás por Prata (31,4K pontos)
editado atrás por
De fato, precisa de muita fé. Mas considerando que um dos princípio mais usados nele é o individualismo e ninguém gosta de se prejudicar intencionalmente, isso diminui um pouco a necessidade da fé pois o que o move é o que cada um quer para si mesmo. Nos outros sistemas mais estatais nós entregamos quase toda nossa renda para uma minoria e esperamos que ela por bondade nos devolva com melhoria de vida. No capitalismo mais idealizado nós decidimos o que fazer com nosso dinheiro e em quem confiar. As empresas privadas que costumam receber esse dinheiro, para continuar recebendo ele focam em superar a concorrência trazendo serviços melhores e buscando atender mais clientes, incluindo aqueles não tão abastados de dinheiro.
Isso também dificulta a corrupção do estado, um estado menor é mais fácil de ser fiscalizado. O socialismo com sua onipresença ajuda a esconder a atividade de políticos que dificilmente querem o bem.
Concordo que ambos são duas caras da mesma moeda, ambos concentram o capital com uma minoria, mas a prestação de serviços dessa minoria para a maioria é mais eficiente no modo capitalista. Sem rejeitar completamente as outras ideologias, o ideal é pegar ideias delas que podem dar certo e aplicar nas falhas do capitalismo.
comentado atrás por Prata (44K pontos)
A corrupcao da banca privada é tanto e mais destrutiva quanto a Estatal. A crisis global do 2008 nao foi produto de Estados soberanos irresponsáveis, mas sim pela imensa quantidade de delitos cometidos pela Banca privada(Lehman Brothers até faliu), as bolhas, e especialmente pelas falhas de CONTROLE E REGULACAO ECONÓMICA por parte dos Estados.

Mano, vivemos no "planeta dívida", se houvesse uma colonia extraterrestre nem pensaria vir para cá, o holocausto meio-ambiental está próximo. Devido a esses flagelos deste sistema neo-capitalista ou da economia de mercado sem controle, chegamos ao que hoje conhecemos como o maior problema que a humanidade tem enfrentado desde o início dos tempos: o esgotamento, ou melhor dito, o saqueio dos recursos naturais e mudanca climática. Cujas consequencias sao identificadas com a obsessao patológica,tanto do sistema capitalista quanto da economia de mercado, de crescimento ilimitado do PIB.

O socialismo fracassa, nao porque o político socialista nao queira o bem, mas sim porque manter o sistema é CARO, assim de simples. Custa muito dinheiro fornecer a todos as coisas de que precisam, e esse dinheiro deve vir de algum lugar.

Mas também nao podemos seguir permitindo que a desigualdade siga crescendo. Uma sociedade capitalista é baseada no direito de transmitir riqueza para as geracoes futuras. A desigualdade nao é fundamentalmente má. Por suposto que as pessoas tem diferentes talentos, se vem diferentes, nao tem os mesmos pais, se criaram em diferentes familias. Mas o ponto que preocupa, sociologicamente, é quando as pessoas acumulam riquezas, isto significa que muito dinheiro passará de geracao em geracao. Isto cimenta a desigualdade em uma sociedade e ao mesmo tempo restringe as oportunidades do resto da populacao.

Sem esquecer que as empresas e capital concentrado só se lembram do trabalhador quando se trata de dividir perdas.

Abracos, e obrigado por ter respondido. :)
comentado atrás por Prata (31,4K pontos)
Eu vejo uma sociedade cada vez mais preocupada com questões ambientais. Parece que ela evoluiu quanto à isso, as empresas estão aos poucos investindo num modo de produção sustentável, buscando alternativas ao petróleo, etc. Também pode ser interessante o estado fazer acordos com empresas de energia limpa de forma a incentivá-las nesse tipo de produção e proteger o meio ambiente da exploração predatória.
Quanto à crise de 2008, esse vídeo mostra o papel do estado nela:



Quanto à distribuição de renda, esta é complicada. Caímos no mesmo problema do estado envolvido em grandes quantias de dinheiro. Supondo que seja honesto, há 3 caminhos para isso:

-Assistencialismo. Este é insustentável num país com as proporções do país. Tanto a máquina para mantê-la é custosa como também não é suficiente para livrar pessoas da miséria ou contribuir com as despesas de pessoas pobres.
-Criação de estatais para geração de emprego
Vamos fingir que uma estatal vai mal. O dinheiro que mantém a estatal é nosso. Se ela vai mal, quem paga é a gente.

-Criação de estatais que depois serão privatizadas
Esta talvez seja a melhor. Você gasta dinheiro para criar uma empresa e recupera parte dele com a venda. Ainda gera empregos.
A vantagem das privadas é que se elas vão mal, a empresa perde dinheiro próprio. Pode haver demissão maciça de trabalhadores, mas isto afeta na produção dela.

A distribuição de renda também depende do salário do trabalhador, que é um problema complexo. Você pode estabelecer um salário mínimo, mas entra nesse problema apontado pelo Milton Friedman



Abç :)
+2 votos
respondida atrás por Cobre (6K pontos)
Não é questão de preferir, mas o Socialismo, principalmente o que foi implementado no Leste Europeu me pareceu uma afronta a qualquer ideal que  o Comunismo poderia aportar .
Ele não se mostrou funcional.
O Capitalismo da forma como é usado hoje esta destruindo o planeta,mas permitiu muitos avanços.
Então se tivesse que escolher seria um Capitalismo num nível mais Libertário , com diminuição das interferências do Estado .
Como feminista poderia citar a Suécia um exemplo aproximado do que quero.
Mas não me parece funcionar corretamente já que segue como um dos líderes em  Feminicídio .
Também acho pouco provável comparar países pois as histórias são distintas ,digo no sentido de implementar um sistema econômico e social.
Mas a grosso modo : é só fazer o contrário de tudo que tem sido feito.
Chihiro parabéns,felicidades,muitos anos de vida.
Desejo paz,saúde,sucesso e muita luz na sua vida.Que possa caminhar,mesmo em meio a tropeços.
Bye
+1 voto
respondida atrás por Platina (86,6K pontos)
Eu prefiro o capitalismo. Mas acho que o Brasil não pode abrir mão das suas empresas estatais.
Boa tarde.
+1 voto
respondida atrás por Bronze (18,7K pontos)
Capitalismo, mesmo com os defeitos dele é o melhor modelo.
Ja o Socialismo temos varios e varios exemplos q é uma ideologia q acaba levando uma nação pro buraco.
+1 voto
respondida atrás por Bronze (24K pontos)
Prefiro o Canibalismo, porque sim ^^
+1 voto
respondida atrás por Prata (34,8K pontos)
editado atrás por
Antes, posto esse video do NERDOLOGIA, que é um canal que curto e sigo e explica todos estes sistemas...



Minha concepção de Sistema ideal não existe na atualidade.
Gostaria de ter um sistema um tanto pluralista como os JIDI de Star Wars, um conselho (sem primeiro ministro necessariamente ou presidente), composto por um ancião, por uma pessoa bem gabaritada e dotada de conhecimento e especialistas internacionalmente reconhecidos em suas áreas seja de saúde, economia, administração, filosofia etc e que estes debatessem sobre assuntos importantes nas suas respectivas áreas e que fosse importante para as ESTADO-NAÇÃO de forma democrática, progressista. Desse conselho onde haveriam votos e decisões, que seriam colocados em prática, o especialista seria o representante maior das decisões tomadas no conselho, porque todos estão ali como chefes de estado de igual para igual.

Esta decisão, este sistema seria alcançado por meritocracia mais ou menos como ocorre com a Academia Brasileira de Letras, com aquela ciranda das cadeiras e que poderia ser eleito por VOTO popular porém que a pessoa fosse gabaritada e especialista para o cargo.

Ora, quando eu participo de uma entrevista de emprego para o cargo em ADMINISTRAÇÂO, se tenho diploma de administrador  e trabalhei em grandes empresas não vou perder o cargo para um militar que só entende de guerra. Da mesma forma que não vão chamar um administrador para fazer uma cirurgia quando alguém está doente e precisando desse tipo de tratamento cirúrgico. Daí a ideia desse conselho pluralista de Governança.


Os sistemas centralizadores onde uma pessoa é o centro geralmente é um sistema totalitarista e NADA DEMOCRÁTICO. Não sou a favor da monarquia apesar de me simpatizar MUITO com o sistema político da Inglaterra (parlamentarista), onde a figura da Rainha é figurativa e não mercenária, como ocorreu aqui no Brasil no período monárquico. Nem militar, todo sistema militar encaminhou-se para ditadura, para o esquerdismo, Vide Hugo Chaves etc... Guerrilhas (tudo a mão armada), seja Al-qaeda etc.

A monarquia nem devo falar pelo processo trágico porque foi uma política de exploração que acabou com o Brasil, roubando as riquezas daqui e instalando essa cultura da corrupção. Obviamente estudei e lembro de tudo que li, os debates em sala ou fora dela ao buscar conhecimento a cerca de, apesar de não ser especialista em história. O presidencialismo é sim legal tem a questão de ministérios só que é tudo concentrado com um chefe "soberano", ainda que temporário.

Gosto mas o problema está no ser humano e sua vontade antropocêntrica pelo status, poder e fazer sua vontade individualista em detrimento do coletivo. Não adianta se o sistema econômico é IDEAL porque nós, os seres humanos, o corrompemos para satisfazer nossas individualidades e anceios pessoais.

Em resumo @@@@

Sou favoravel ajunção do Capitalismo e do Socialismo , pegando o melhor de ambos ou seja... aprimrar o sistema capitalsta vigente paea uma sociedade mais justa e igualitaria

Perguntas relacionadas

+9 votos
7 respostas
+10 votos
6 respostas
+4 votos
5 respostas
Seja bem vindo ao Gloove, seu novo site de perguntas e respostas. Crie uma conta gratuita e participe!
...