+5 votos
26 visitas
perguntado em Religião e Espiritualidade por (1,8K pontos)

"Mas sobre estes assuntos muito, de um tipo místico, pode-se dizer; em manter o seguinte: 'é bom manter perto o segredo de um rei', - para que a doutrina da entrada das almas nos corpos (não, contudo, da transmigração de um corpo para outro) não seja colocada antes do entendimento comum, nem o quê é sagrado seja dado aos cães, nem pérolas sejam jogadas aos porcos." 
(Contra Celso, V.29.) 

"Neste lugar [Mt. 17:10-13] não parece para mim que, por Elias, refere-se à alma, para que não caia no dogma da transmigração, que é estranha à igreja de Deus e não ensinada pelos Apóstolos, nem em qualquer lugar é estabelecido nas Escrituras" 
(Orígenes, Comentário de Mateus, XIII.1.) 


O que você acha?

4 Respostas

+2 votos
respondida por Bronze (22,5K pontos)
O que eu sei de Orígenes, é que ele defendia a preexistência da alma, não a reencarnação. A questão é que ele propunha a preexistência da alma como hipótese, não como dogma.

Abraço.
+1 voto
respondida por Platina (84,8K pontos)
Esse asunto : Mistico mesmo. Ele acreditava na transmigração de corpos em novas almas.
Bye.
comentado por (1,8K pontos)
Os textos parecem dizer o contrário. Ele até negou que João Batista fosse Elias reencarnado.
+1 voto
respondida por Ouro (71,9K pontos)
Não, deixa claro que ele é contra a reencarnação, ou transmigração de acordo com o termo que ele usou.

E nesse texto, onde ele comenta uma passagem bíblica, fica evidente isso, onde ele diz que a crença da reencarnação é estranha a Igreja de Deus, ou aos ensinamentos de Deus:.

"Neste lugar [Mt. 17:10-13] não parece para mim que, por Elias, refere-se à alma, para que não caia no dogma da transmigração, que é estranha à igreja de Deus e não ensinada pelos Apóstolos, nem em qualquer lugar é estabelecido nas Escrituras"  
(Orígenes, Comentário de Mateus, XIII.1.)

Mas  ele cita outra passagem bíblica neste texto:

" nem que aquilo que é sagrado seja dado aos cães, nem pérolas sejam jogadas aos porcos."  

Então, ...

Tudo a seu tempo.
0 votos
respondida atrás por (145 pontos)
Embora eu não concorde nem com a ideia da transmigração, nem com a ideia da alma entrar em um corpo, acho que nesses trechos Orígenes diferencia uma coisa da outra, pois note que ele diz: "para que a doutrina da entrada das almas nos corpos (não, contudo, da transmigração de um corpo para outro) não seja colocada antes do entendimento comum,"

Isso significa que ele acreditava que uma alma fosse colocada no corpo na concepção, mas que não era uma alma transmigrada (ou seja, que tivesse saído de um outro corpo e reencarnado)

Eu, particularmente, acredito na noção hebraica da nephesh, que se refere à alma como sendo a própria pessoa (Gênesis 2:7) O homem que se torna ou que é feito alma É uma alma  e não TEVE uma alma colocada dentro dele.
Seja bem vindo ao Gloove, seu novo site de perguntas e respostas. Crie uma conta gratuita e participe!
...