+5 votos
46 visitas
perguntado em Política, Leis e Sociedade por (1,9K pontos)
editado por
Educação, segurança, hospitais, leis próprias, não seria melhor assim?

Para países enormes com uma população enorme também, acho que assim seria o melhor, em cada lugar, as pessoas pensam bem diferente de todos em cada lugar, podem ver, em Texas tem pena de morte, enquanto em New York, a pena de morte foi abolida há muito tempo, na Califórnia e Massachusetts, a maconha é legalizada, enquanto nos estados sulistas, é proibido, alguns estados criminalizam a prostituição, outros não, Califórnia, New York, Hawaii tem o controle de armas, já Texas, Nevada, Louisiana, Alaska, entre outros, as armas são totalmente liberadas, e lá, isso dá certo, já que o Brasil sempre quis imitar os Estados Unidos, não seria melhor imitar na autonomia dos estados também?

Brasil imita tanto os Estados Unidos, que a primeira bandeira da república era uma cópia da bandeira dos EUA, vejam hahahaha



4 Respostas

0 votos
respondida por Bronze (16K pontos)
editado por
Porque isso diminuiria os repasses de verba ao governo Federal e permitiria uma autonomia e gestão que atestaria o seu fracasso e descortinaria completamente a corrupção .
É preciso salientar também , que estamos de histórias completamente diferentes .O Brasil teve alguns movimentos separatistas enquanto Monarquia que muitas vezes primavam mais pela Independência e retratavam as irregularidades da Corte , do que por ações federativas .
No caso dos Estados Unidos desde a sua formação havia uma série de problemas para a unidade dos Estados,quando pensamos no Texas ,Nova Iorque e Flórida são formações absolutamente distintas ,lutas distintas muito bem exemplificadas pela Guerra de Seceção ou pela Revolução do Texas .
Nos Estados Unidos unidades federativas foi a única solução para integrar tantos Estados já que a presença da Metrópole era fraca e ineficiente .
0 votos
respondida por Prata (27K pontos)
editado por
Pela própria formação histórica destes países. Os EUA começou com 13 colônias independentes umas das outras. Pelo bem comum eles resolveram se unir mantendo uma certa independência.

O Brasil sempre foi centralista desde o Império. Enquanto os EUA  é um federalismo centrípeto, nós somos um federalismo centrífugo - alguns chamam de falso federalismo.

Estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Amazonas, Pernanbuco, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo, arrecadam mais do que recebem do Governo central, o resto é o contrário.

Abraço.
0 votos
respondida por (652 pontos)
A federação brasileira nasceu com a instalação da República no nosso país. A Constituição de 1891, que buscou forte inspiração na Constituição dos EUA de 1787, chamou o país de Estados Unidos do Brasil, denominação que somente foi abandonada na década de 1960.

A federação dos EUA foi formada desde o século 18, com as 13 colônias, e contou com a adesão (algumas vezes, anexação através de compra, ou até, menos comum, pela guerra!) de vários outros estados durante o século 19 (o último foi o Hawaí, em 1898). É um verdadeiro federalismo centrípeto (por agregação, de fora para dentro, a partir da decisão de Estados soberanos que abriram mão da soberania em prol de um ente central).

Ao contrário, o federalismo brasileiro é centrífugo, já que a União (o país era um Estado unitário no Império) é que se descentralizou e gerou diversos entes autônomos, no caso, os estados (antes, existiam as províncias, desprovidas de autonomia política). Devido à nossa diplomacia, estados como o Amapá e o Acre foram “adquiridos” no final do século 19, início do século 20.
0 votos
respondida por Platina (77,9K pontos)
Eu também não entendo, seria o melhor a fazer, autonomia total para os Estados.

Inclusive a disputa para presidente seria mais acirrada, cada estado lançaria o seu candidato.

Creio que nos EUA é assim.
Seja bem vindo ao Gloove, seu novo site de perguntas e respostas. Crie uma conta gratuita e participe!
...